Clínica Dentária | Odontológica MultiOral - Saúde e Estética Oral


  Contato : (21) 2247-0236

Câncer de boca

Riscos, sintomas e tratamentos
Apesar da pouca freqüência em todo o mundo, os casos de câncer de boca aumentaram no  Brasil. Estatísticas comprovam o fumo, o álcool e a má higiene bucal como os principais fatores de risco. Na Multi Oral a cirurgiã-dentista e periodontista Dra. Carmen Mourão orienta os clientes  quanto à prática do auto-exame e é responsável pelo diagnóstico em caso de suspeita da doença.

Riscos
O câncer de boca representa menos de 5% do total de incidência da doença em todo o mundo. Apesar do baixo percentual, estimativas do INCA – Instituto Nacional do Câncer – apontaram o surgimento de oito mil casos no Brasil apenas este ano. A maior ocorrência acontece em pessoas do sexo masculino com mias de 40 anos de idade. O fumo, o consumo de álcool, a má higiene bucal e o uso de próteses dentárias mal-ajustadas são os fatores de risco comprovados pelo Instituto. A boa notícia é que o fato de o câncer de boca se desenvolver em uma região onde os tecidos são aparentes (gengiva, mucosa e língua) facilita a prevenção, pois a possibilidade de identificá-lo em sua fase inicial é muito grande.

Sintomas
Os sintomas do câncer de boca são vários, sendo o principal o aparecimento de feridas que não cicatrizam em uma semana. Além deste sintoma mais evidente, ulcerações superficiais indolores, que apresentam sangramento ou não, e manchas esbranquiçadas ou avermelhadas nos lábios ou mucosa também devem ser observadas. Em estágio mais avançado, o câncer de boca se manifesta através da dificuldade de fala, mastigação e deglutição. Emagrecimento acentuado, dor e inchaço no pescoço aparecem nesta fase crítica.

Tratamentos
Os três recursos utilizados para tratar o câncer de boca são a cirurgia, a radioterapia e a quimioterapia, que podem ser aplicados isoladamente ou em conjunto. Nos casos iniciais, quando ainda não há metástase, os dois primeiros recursos alcançam resultados em 80% dos casos. Em situações avançadas, o tratamento fica por conta da quimioterapia, que visa a redução do tumor e possibilita a posterior aplicação da cirurgia ou radioterapia. No entanto, a prevenção continua sendo o melhor recurso. “Na Multi Oral, adotamos a prevenção como conceito em todos os níveis. Na primeira consulta ou na revisão periódica, o nosso exame intra-oral é completo. Avaliamos doenças dentárias, periodontais e dos tecidos moles como feridas, áreas dormentes, endurecimentos pois temos a consciência do nosso papel na prevenção das doenças bucais. Quando necessário, removemos fatores agressivos à mucosa bucal como próteses mal adaptadas, dentes com bordos cortantes, etc. Outros casos, são encaminhados a centros especializados”, afirma a Dra.

Visite o seu dentista a cada 6 meses e não se esqueça de fazer um auto-exame a cada quinze dias. Caso você encontre alguma alteração que não regrida até o próximo auto-exame, ou tenha dúvidas, procure seu dentista para receber orientações.

Auto-exame: passo a passo
– Em frente à um espelho, num local claro e com as mãos bem lavadas, puxe o lábio inferior para baixo, visualizando a parte interna. em seguida, apalpe todo o lábio. faça o mesmo com o lábio superior.

– Com a ponta do dedo indicador, examine a parte interna das bochechas. Depois, percorra toda a gengiva superior e inferior, língua, assoalho de boca e céu da boca.

– Ponha a língua para fora e para o céu da boca, observando as partes de cima e interna, respectivamente.

– Olhe a pele do rosto e do pescoço, identificando algum sinal que não tenha visto antes.

– Por fim, passe o polegar por debaixo do queixo e apalpe suavemente todo o seu contorno.

WhatsApp