Clínica Dentária | Odontológica MultiOral - Saúde e Estética Oral


  Contato : (21) 2247-0236

MULTIORAL_post2209_iury_blog

Quando os sisos devem ser extraídos?

Chamados pelos mais velhos de “dentes do juízo”, por indicar o amadurecimento no indivíduo, os sisos são motivo de polêmica e um certo receio para muitas pessoas. Quando retirar? É uma cirurgia difícil? Estas e outras perguntas serão respondidas neste blog.

Ao longo dos séculos, os hábitos alimentares da humanidade foram se transformando. Este processo, associado à uma melhora global na qualidade da higiene oral, tornaram os sisos um tanto quanto obsoletos. Atualmente, até encontramos algumas pessoas que nunca os desenvolveram, por não terem o germe que dá origem ao dente.  No entanto, eles ainda surgem e merecem uma atenção especial. 

Quando surgem os sisos? 

Os sisos costumam surgir entre os 16 e 20 anos de idade. É bastante comum que, durante o processo de nascimento, as pessoas sintam um certo incômodo na região, incluindo dores que podem inclusive refletir nos ouvidos, pela questão da proximidade. 

Contudo, por serem os últimos dentes a nascer, é possível que não encontrem espaço suficiente na boca para erupção e aí, problemas bucais mais sérios podem aparecer. Neste caso, é preciso procurar um dentista para uma análise criteriosa e se for o caso, preparar a extração dos dentes. 

Principais razões para a extração dos sisos

Entre os principais motivos para a remoção dos sisos, podemos citar: 

 

  • Tratamento ortodôntico: para garantir que os demais dentes tenham o espaço de que precisam para serem devidamente alinhados, em alguns casos o cirurgião pode orientar a extração dos sisos antes do início do tratamento. 

 

  • Difícil acesso via escovação: por ficar situado nas extremidades da boca e não serem facilmente visíveis, os sisos podem acabar ficando um tanto quanto negligenciados em termos de higiene oral. Até mesmo pelo difícil acesso a eles e tamanho das escovas dentais. Deste modo, se tornam alvo fácil de doenças periodontais, como a gengivite. 

 

  • Dificuldades na mordida: quando não estão posicionados de maneira correta, podem prejudicar a mastigação de alimentos e modificar a oclusão de todos os outros dentes.

 

Preparativos para a extração

Após a análise dos sisos do paciente, o cirurgião dentista pede um exame de raio-x panorâmico e tomografia, para conseguir analisar de maneira precisa a posição do dente, especialmente quando falamos da mandíbula inferior, que de maneira geral são mais complexos de serem extraídos. 

Cuidados no pós operatório

Como em qualquer cirurgia, a extração de um siso demanda um cuidado especial para a correta cicatrização do local. É preciso evitar alimentos quentes e optar por uma alimentação pastosa e fria como, sopas, vitaminas, sucos e para quem é fã, sorvetes. 

Além disso, compressas de gelo e remédios para dor previamente receitados pelo dentista também podem entrar em ação. 

A higiene bucal deve ser mantida. Na área antes ocupada pelo siso, recomenda-se uma atenção especial, e o uso de um cotonete com enxaguante bucal pode ser uma boa pedida para uma limpeza suave. 

Conclusão

O objetivo deste texto foi esclarecer as principais dúvidas sobre os dentes sisos. Consulte o seu dentista, e fique tranquilo caso ele recomende a extração dos sisos. O processo é seguro e visa garantir a você mais tranquilidade para falar, sorrir e comer. 

Conheça a Multi Oral


A Multi Oral é uma clínica odontológica situada em Ipanema, coração do Rio de Janeiro, atendendo a crianças e adultos com muito carinho e dedicação desde 2001! Conte conosco! Para saber mais sobre o nosso trabalho, clique aqui!  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp